Met Gala 2019: Conceito estético do Camp será tema deste ano

Met Gala 2019: Conceito estético do Camp será tema deste ano

maio 7, 2019 0 Por Julia Cabernet

O Met Gala já está chegando e vai ocorrer na primeira segunda-feira de maio. O evento esperado ansiosamente por amantes da moda, como a modelo Marcella Portugal, pode ser comparado ao tradicional tapete vermelho do Oscar e conta uma festança e shows superexclusivos que irão ocorrer no museu de Nova York.

Sempre com temas que surpreendem, o evento abre diversos caminhos fashion para o seu seleto grupo de convidados. No ano passado, o Met Gala foi intitulado como “Heavenly Bodies” e tinha como tema os trajes e tradições da igreja católica no mundo da arte. Quem não se lembra do vestido lindíssimo usado pela atriz Blake Lively no Met Gala 2018?

Neste ano de 2019, no entanto, o tema surpreendeu bastante o público que não esperava por algo tão duvidoso. O evento que recebeu o nome de “Notes on Camp” expressa um conceito estético bem difícil de definir: o camp.

Famosas como a cantora e atriz Lady Gaga já aderiram a moda duvidosa. Utilizando um vestido de carne, a cantora desfilou o look divertido no VMA em 2010. “Lembro de quando vi na televisão, achei horroroso, mas muito criativo” comentou a modelo Marcella Portugal sobre o modelito ousado da cantora musa do pop, Lady Gaga.

Perguntado sobre o tema polêmico escolhido para este ano, o curador do Met Costume, Andrew Bolton, comentou que a escolha se deve ao momento cultural, social e politico pelo qual estamos passando. Para ele, o camp pode se tornar uma ferramenta trend muito sofisticada e poderosa, especialmente para aquelas culturas marginalizadas.

Mas afinal, o que é Camp?

Para a fashionista Marcella Portugal, o camp se define por ser um conceito estético que engrandece aquilo que é considerado de mau-gosto, geralmente ele funciona como uma forma de provocação irônica devido a inadequação. Inspirado no ensaio de Susan Sontag, o Met Gala deste ano busca celebrar aquilo que nas palavras da criadora é “o amor pelo antinatural: do artificio e do exagero”.

O feio é a nova moda?

 Quando criado por Sontag, o camp nasceu parece ser algo realmente escandaloso e inadequado a ponto de ser considerado divertido. O sucesso do camp deve-se principalmente a aparência exagerada, mas também no esforço de criar este toque do absurdo.

“Não acho que o Camp pode vir a se tornar a nova moda. Não me imagino usando um vestido de carne por exemplo, acho que ele é mais um conceito estético contemporâneo do que algo que pode vir a ser um trend no mundo da moda” comenta a modelo paulistana Marcella Portugal.