Ex-governador Garotinho volta a ser obrigado a usar tornozeleira eletrônica

Ex-governador Garotinho volta a ser obrigado a usar tornozeleira eletrônica

julho 10, 2019 0 Por Julia Cabernet

Medidas restritivas impostas a ele voltam a valer até que ocorra um novo julgamento, pois o processo foi redistribuído.

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) acatou nesta terça-feira (9) uma questão de ordem da defesa do ex-governador Anthony Garotinho e se declarou suspeita para julgamento, com isso, as medidas restritivas impostas a ele voltam a valer até que ocorra um novo julgamento, pois o processo foi redistribuído.

Dentre as medidas restritivas estão a utilização de tornozeleira eletrônica, a proibição de frequentar o município de Campos dos Goytacazes e bloqueio de R$ 18 milhões.

Medidas restritivas impostas a ele voltam a valer até que ocorra um novo julgamento, pois o processo foi redistribuído. — Foto: Amaro Mota/G1
Medidas restritivas impostas a ele voltam a valer até que ocorra um novo julgamento, pois o processo foi redistribuído. — Foto: Amaro Mota

A desembargadora Maria Sandra Kayat Direito havia suspendido as medidas restritivas no dia 3, mas a suspensão só valeria até o julgamento na Câmara Criminal, que aconteceu nesta terça.

As medidas foram determinadas em junho após um desdobramento da Operação Chequinho, que investigou um esquema de compra de votos em Campos na eleição de 2016.