Três torcedores são indiciados após agressão a gremista em frente ao filho no Gre-Nal

Três torcedores são indiciados após agressão a gremista em frente ao filho no Gre-Nal

julho 26, 2019 0 Por Julia Cabernet

Mulher flagrada empurrando torcedora do Grêmio pode responder por ‘prática de agressão’ e injúria. Resultado da investigação foi divulgado pela Polícia Civil em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (26).

Gre-Nal terminou com cenas de violência nas aquibancadas do estádio em Porto Alegre  — Foto: Reprodução/RBS TV
Gre-Nal terminou com cenas de violência nas aquibancadas do estádio em Porto Alegre — Foto: Reprodução/RBS TV

Três torcedores do Inter foram indiciados pela Polícia Civil no caso de agressão registrado no Gre-Nal do último sábado (20), no Beira-Rio. Entre eles, a mulher que aparece nas imagens empurrando a torcedora gremista diante do filho dela após a partida.

O resultado da investigação foi divulgado pelo delegado Miguel Mendes Ribeiro, da 20ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (26).

A torcedora foi indiciada por “promover tumulto, praticar ou incitar a violência” (Artigo 41-B do Estatuto do Torcedor) e por injúria (Artigo 140 do Código Penal).

Em entrevista ao site GaúchaZH, a mulher disse que agiu por impulso. Ela afirmou que abordou a outra torcedora e o filho com a intenção de “preservá-los”, já que eles estavam com uma camisa do Grêmio no setor destinado à torcida do Inter. A torcedora também pediu desculpas pelo ocorrido.

Outro torcedor também foi indiciado por “praticar violência”, e o terceiro, por injúria.

Em caso de condenação, a pena prevista no primeiro caso é de um a dois anos de reclusão e multa. O crime de injúria prevê pena de três meses a um ano de prisão e multa.

Os nomes dos indiciados não foram divulgados pela polícia.

Entenda o caso

Torcedora gremista hostilizada no Gre-Nal presta depoimento em delegacia
Torcedora gremista hostilizada no Gre-Nal presta depoimento em delegacia

As cenas de violência no Beira-Rio, flagradas pela equipe da RBS TV, foram registradas logo após o jogo no Beira-Rio, que terminou empatado em 1 a 1. A confusão começou quando a torcedora acompanhada do filho de 6 anos ergueu uma camisa do Grêmio e comemorou em setor destinado à torcida do Inter, em direção à torcida visitante, que estava logo acima.

Alguns colorados tentaram arrancar a camisa de suas mãos – ela foi hostilizada e chegou a ser empurrada pela mulher. Funcionários do Inter escoltaram a mulher e a criança até a saída do estádio. O garoto, aos prantos, tentava reaver a camisa, que foi recolhida por um colaborador do clube e devolvida posteriormente à família.

Conforme apurou o GloboEsporte.com, a família assistiu ao Gre-Nal na torcida do Inter por não ter conseguido ingressos para o setor de torcida mista, espaço compartilhado pelas duas torcidas. Gremistas, mãe e o garoto se separaram do pai e de outro filho colorado e foram para a área localizada abaixo da torcida do Grêmio, que estava no andar superior.