Médico cita ‘100% de sucesso’ em transplante de pele em jovem que perdeu couro cabeludo em kart

Médico cita ‘100% de sucesso’ em transplante de pele em jovem que perdeu couro cabeludo em kart

agosto 26, 2019 0 Por Julia Cabernet

Débora de Oliveira passou pelo 1º curativo nesta segunda-feira (26), dois dias após cirurgia que durou 9 horas. Médicos retiraram pele e músculo das costas e reimplantaram na cabeça.

Médico explica reconstrução de couro cabeludo em jovem após acidente de kart
Médico explica reconstrução de couro cabeludo em jovem após acidente de kart

Dois dias após ser submetida a um transplante de pele e músculo que durou nove horas, a jovem Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, que teve o couro cabeludo arrancado em um acidente de kart em Recife (PE), está consciente e se alimenta normalmente no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Especializado em Ribeirão Preto (SP).

O cirurgião plástico Daniel Álvaro Alvarez Lazo, chefe da equipe médica que operou Débora, afirmou que a jovem pernambucana voltou ao centro cirúrgico na manhã desta segunda-feira (26) para o primeiro curativo e a cicatrização está transcorrendo conforme o esperado.

“Sem nenhum problema, 100% de sucesso. Não só a pele, como o músculo, estão cobrindo completamente todo o crânio”, disse Lazo, destacando que a possibilidade de complicação é quase nula. “A coisa vai muito bem, nada acontece, não há surpresas”, completou.

Débora deve retornar ao centro cirúrgico ao menos três vezes por semana para refazer os curativos – a cabeça está coberta por faixas e um capacete de gesso. Ela também deve ser submetida a outras cirurgias reconstrutivas ao longo do próximo mês.

“Todo tratamento é feito por etapas. Em 10 ou 15 dias, enxertos de pele parcial. Mas, é claro que, com o passar do tempo, cirurgias complementares serão necessárias para corrigir as deformidades residuais que eventualmente venham a aparecer”, disse Lazo.

Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, no Hospital Especializado em Ribeirão Preto — Foto: Reprodução/EPTV
Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, no Hospital Especializado em Ribeirão Preto — Foto: Reprodução/EPTV

No último sábado (24), Débora foi submetida a um transplante de pele e músculo retirados das costas dela mesma. O procedimento envolveu dois anestesistas e cinco microcirurgiões. Dois dias antes, a equipe havia reconstruído as pálpebras superiores e parte da testa da jovem.

“Microcirurgia reconstrutiva é feita para devolver aos pacientes que têm defeitos congênitos e adquiridos a correção das deformidades. Não pode ser feita por um médico só, há a necessidade de operar ao mesmo tempo. É fundamental trabalhar simultaneamente”, afirmou.

Os médicos também precisaram religar artérias e veias, para garantir o fluxo de sangue no local. A equipe precisou de destreza, afinal, os vasos sanguíneos têm cerca de dois milímetros de espessura e os fios cirúrgicos são seis vezes mais finos que um fio de cabelo.

“A avaliação é feita de hora em hora por um cirurgião experiente porque é fundamental descobrir as complicações, caso venham a acontecer, de maneira precoce. O médico tem que estar do lado nos primeiros dois dias de hora em hora para saber se a coisa vai bem”, completou Lazo.

Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, foi submetida a cirurgia no Hospital Especializado em Ribeirão Preto — Foto: Antônio Luiz/EPTV
Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, foi submetida a cirurgia no Hospital Especializado em Ribeirão Preto — Foto: Antônio Luiz/EPTV

Além dos procedimentos, Débora será submetida a um tratamento em câmara hiperbárica. Dentro desse equipamento, o paciente fica exposto a oxigênio 100% puro e em pressão maior que a atmosférica. O objetivo das sessões é auxiliar no processo de cicatrização.

No domingo (25), o namorado de Débora, o microempresário Eduardo Tumajan, disse que a jovem está “esperançosa” com o tratamentorealizado em Ribeirão Preto. Tumajan afirmou ainda que os dois têm recebido muitas mensagens de carinho e apoio.

A assessoria do Walmart informou que desde o acidente tem prestado todo o suporte necessário à Débora. Tanto o transporte dela, quanto do noivo, de Recife para Ribeirão Preto, assim como o tratamento médico particular, estão sendo custeados pela empresa.

Cinco microcirurgiões plásticos participaram da cirurgia em Débora Dantas de Oliveira  — Foto: Antônio Luiz/EPTV
Cinco microcirurgiões plásticos participaram da cirurgia em Débora Dantas de Oliveira — Foto: Antônio Luiz/EPTV

O acidente

Débora participava de uma corrida de kart com o namorado na tarde de 11 de agosto, em uma pista no estacionamento do Walmart, em Boa Viagem, na zona Sul do Recife, quando o cabelo dela, que era na altura da cintura, soltou da touca e ficou preso no motor.

Em entrevista exclusiva ao repórter Ernesto Paglia, do Fantástico, Débora relembrou os momentos de tensão que passou na pista, enquanto era socorrida.

A pele foi arrancada desde a altura dos olhos até a nuca da jovem, que foi socorrida pelo namorado e levada ao Hospital da Restauração, na capital pernambucana. Tumajan disse que pegou “o rosto dela na mão”, colocou em uma sacola e correu para levá-la ao hospital.

Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, minutos antes do acidente em Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp
Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, minutos antes do acidente em Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

Os médicos conseguiram recuperar e reimplantar 80% da área atingida. Débora ainda passou por outra cirurgia para a retirada de trombos, mas os médicos apontaram o risco de o procedimento não funcionar devido às obstruções em veias e artérias.

No último domingo (18), Débora foi transferida em um avião particular de pequeno porte para Ribeirão Preto. A aeronave pousou no Aeroporto Leite Lopes no fim da tarde e uma ambulância levou a jovem até o Hospital Especializado.

Na mesma noite, os médicos confirmaram que coágulos em veias e artérias prejudicaram o reimplante do couro cabeludo, que precisou ser retirado. O crânio foi coberto com um curativo, que chegou a ser refeito na última terça-feira (20).

Na quinta-feira (22), Débora voltou ao centro cirúrgico. Dessa vez, os médicos reconstruíram as pálpebras superiores e parte da testa. A parti daí, a equipe passou a planejar o transplante de pele e músculo, que foi realizado neste sábado.

Procon interditou pista de kart onde Débora Dantas de Oliveira teve couro cabeludo arrancado em Recife — Foto: Procon/Divulgação
Procon interditou pista de kart onde Débora Dantas de Oliveira teve couro cabeludo arrancado em Recife — Foto: Procon/Divulgação