Visitas a europeus têm “sim” por Douglas, “não” por Rodrygo e influi nas listas de Jardine e Tite – globoesporte.com

Com três nomes da lista sub-23 de outubro integrados à seleção principal de Tite, para novembro, a seleção pré-olímpica vive momentos decisivos para lista final da classificatória das olimpíadas do Japão. Dia 3 de dezembro serão sorteados os grupos do pré-olímpico na Colômbia. E a luta para convocar e segurar jogadores inclui negociações e visitas do próprio técnico André Jardine a clubes europeus. Acompanhado do auxiliar Gustavo Leal, Jardine embarcou depois dos dois amistosos no Nordeste para a Europa e foi até a Inglaterra, Alemanha e Itália. Embaixo do braço, a pauta dourada: a disputa do pré-olímpico para que o Brasil defenda a medalha de ouro em Tóquio no ano que vem. Houve retornos positivos e negativos, que influíram diretamente na lista de Jardine e de Tite.

O maior exemplo é o de Rodrygo, do Real Madrid. O clube espanhol já havia sinalizado que não libera nem o prodígio revelado pelo Santos e nem Vinicius Junior, também do time da capital espanhola – como já havia acontecido com Renan Lodi, do Atlético de Madrid. A CBF escutou outro “não” por Rodrygo, que foi chamado em outubro para a sub-23 e chegou à primeira convocação com Tite para os amistosos de novembro contra Argentina e Coreia do Sul.

+ Confira a convocação de André Jardine

+ Tudo sobre as convocações

+ Com Alisson de volta e sem Neymar, confira a lista de Tite

Apesar da negativa espanhola, as notícias vindas da Inglaterra animaram. Jardine e Leal foram até o Aston Villa e receberam sinal verde para contar com Douglas Luiz no pré-olímpico. Capitão e melhor jogador no torneio de Toulon com Jardine, ele foi “cedido” a Tite, mas segue como figura importante no time pré-olímpico.

– É um ganho para o Douglas. Mas contamos com ele. Fizemos contato com Aston Villa, entendemos que está muito bem encaminhado. Esperamos que tenha grande desempenho com Tite e que volte com ainda mais experiência e que seja uma liderança fundamental na nossa equipe disse Jardine na coletiva de imprensa.

+ Os principais assuntos da coletiva de Tite

Sonho de contar com Paquetá e Richarlison

Na Alemanha, as conversas com o Bayer Leverkusen por Paulinho e o RB Leipizig por Matheus Cunha também foram positivas. Os dois seguem na lista de Jardine e hoje são nomes certos para a disputa da competição classificatória no início de 2020 na Colômbia.

Em passagem pela Itália, também houve contatos pelos zagueiros Ibañez, do Atalanta, Lyanco, da Torino, e o atacante Pedro, da Fiorentina. A expectativa é de ter o menor dano possível com baixas por vetos de clubes. Mas a CBF trabalha com imprevisibilidade de, por exemplo, jogador com destaque maior do que o projetado no período até a convocação de janeiro. Uma lesão dentro do elenco de um clube tornar o atleta imprescindível e gerar consequente veto na lista de Jardine.

Nas listas de Tite, além de Emerson, Rodrygo e Douglas, há ainda Lucas Paquetá, do Milan, e Richarlison, do Everton, que interessam a Jardine. A negociação vai prosseguir até o limite da convocação. A base para o torneio de Tenerife, em novembro, também vai servir para deslocamentos pela Espanha e Portugal para nova rodada de visitas.

Sem falar na necessária negociação com clubes brasileiros. A preparação para a disputa na Colômbia se dá em período de férias no futebol brasileiro, o que significa risco para casos como de Matheus Henrique, do Grêmio, ou até Gerson, na mira de Tite, mas com idade para ser lembrado por Jardine.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui