Brasileiro precisa trabalhar 39 dias para arcar com custo médio de enterro

Cerca de 500 delegados e delegadas, de diversos ramos cutistas, já estão confirmados para o 15º Congresso Estadual da CUT São Paulo (CECUT), que ocorrerá entre os dias 8 e 10 de novembro, na cidade de Praia Grande, litoral paulista, a 72 quilômetros da capital. O congresso carrega em seu nome o slogan “Lula Livre” e tem como tema a luta “por um estado de São Paulo com emprego, direitos, inclusão e sindicatos fortes”. O CECUT, que ocorre após um mês do 13º Congresso Nacional da CUT (CONCUT) “Lula Livre” – Sindicatos Fortes, Direitos, Soberania e Democracia, elegerá a nova direção estadual e definirá o plano de lutas e as estratégias para o período de 2019 a 2023.

Neste momento de perseguições e criminalização dos movimentos populares, o congresso também será uma oportunidade de debater a organização sindical e formas de resistência diante das ações do governo de Jair Bolsonaro (PSL). A CUT ainda se debruça sobre a ilegalidade processual da qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é vítima, num processo orquestrado pela operação Lava Jato, que tem o apoio explícito de alguns setores da sociedade, num arranjo, por exemplo, envolvendo o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol – como revelaram documentos apresentados pelo site The Intercept Brasil. “Nossa gestão atual enfrentou os piores momentos do Brasil dos últimos tempos, realizando inúmeras greves e mobilizações nas ruas contra todas as reformas que retiram direitos trabalhistas e sociais, nos tiram a possibilidade de uma aposentadoria digna no final da vida, investimentos públicos em áreas essenciais como saúde e educação, entre outras tragédias”, afirma o presidente da CUT São Paulo eleito no último congresso, o professor Douglas Izzo. “Nosso Congresso acontece em meio a inúmeras perseguições aos sindicatos, aos trabalhadores e trabalhadoras. Isso se dá tanto pelo governo federal como pelos governos estadual e municipais. O congresso será um momento de repensar nossas estratégias para os próximos anos”, completa o secretário-geral da CUT-SP, João Cayres. O CECUT será na Colônia de Férias dos Vendedores e Viajantes de São Paulo, localizado na Avenida dos Sindicatos, 1.083, na Vila Imirim, na Praia Grande (SP). Participam dele os delegados eleitos por suas respectivas categorias.

Confira a programação

DIA 8/11 – SEXTA-FEIRA

11h – Início do Credenciamento: delegadas (os), observadores (as) e convidadas (os)13h – Mística 13h30 – Mesa 1: Aprovação do Regimento Interno 14h10 – Abertura Solene do 15º CECUT-SP com mística15h30 – Mesa 2:  Análise de Conjuntura nacional17h10 – Conjuntura Estadual18h Encontro dos Coletivos da CUT-SP19h Encerramento do credenciamento do dia

DIA 9/11 – SÁBADO

8h30 – Apresentação Cultural 9h às 10h – Mesa 3: Balanço da Gestão (Vídeo)10h às 10h20 – Mesa 4: Projeto Travessia e Rede Brasil Atual10h30 – Mesa 5: Mudanças no mundo do trabalho, Organização e Representação sindical – com recorte racial e de gênero11h30 – Mesa 6: Apresentação das resoluções do 13º CONCUT13h às 14h30 – Almoço14h30 às 18h: Trabalho em Grupo18h – Mesa 7: Lançamentos das publicações da CUT São Paulo: “Água no estado de São Paulo: é direito, não mercadoria!” (1ª edição) e “Mundo do trabalho e direitos da pessoa LGBT: resistir para existir” (4ª edição)20h às 23h – Confraternização

DIA 10/11 – DOMINGO 9h às 11h – Mesa 8: Apresentação em plenário da sistematização dos trabalhos realizados nos Trabalhos em Grupo11h às 13h – Mesa 9: Estratégia, Plano de Lutas e Moções 12h às 13h: Inscrição de chapa (s) para Direção Estadual 13h: Almoço | Apresentação e defesa das chapas13h30: Início da votação14h: Apuração15h: Resultado da votação e Posse da Direção Estadual  – gestão 2019-202316h: Encerramento do 15º CECUT-SP e retorno das (os) delegadas (os)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui