Ana Marcela vence maratona aquática de 10km nos Jogos Mundiais Militares

O Bahia entra em campo nesta segunda-feira pelo Campeonato Brasileiro diante do Ceará com uma novidade. Para a ocasião, o time divulgou, neste domingo, que vai atuar com uma camisa “manchada” de óleo. A manifestação se deve pelo vazamento de petróleo que ocorre nas praias do Nordeste do Brasil e tomou conta do noticiário do País.

Após a repercussão da camisa nas redes sociais, o Bahia também anunciou que elas serão leiloadas após a partida e a renda será revertida ao trabalho de limpeza das praias no Estado. Nesta segunda-feira, porém, o site ficou fora do ar devido ao grande número de acessos simultâneos.

“A imensa quantidade de acessos simultâneos derrubou o site. Já estamos tentando resolver o quanto antes, senhoras e senhores”, escreveu o Bahia.

? A imensa quantidade de acessos simultâneos derrubou o site

Já estamos tentando resolver o quanto antes, senhoras e senhores.

Uma hora após a informação, o problema ainda não havia sido resolvido. A reportagem do FERA tentou acesso e também não obteve sucesso. O último lance que aparece no site é de R$ 700 pela camisa tamanho P.

Sobre o caso

As manchas de óleo foram detectadas na região pela primeira vez em 30 de agosto. Desde então, já houve 187 áreas afetadas em 77 municípios dos nove Estados da região. Ainda não se sabe a origem do vazamento. A força-tarefa de limpeza conta com 1.583 militares de 48 organizações e 74 civis, informou que mais de 200 toneladas de resíduos contaminados já foram isoladas. Moradores também ajudam nos trabalhos de contingenciamento do óleo.

Vídeo: Bahia sobre ‘camisa com óleo’: ‘Ir além das quatro linhas’ (ESPN)

Curta a nossa página no Facebook para ver histórias semelhantes

Dê uma classificação geral para o site:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui