Definida fase eliminatória feminina no Circuito Brasileiro Open de vôlei em Cuiabá

As oitavas de final do torneio feminino da etapa Cuiabá  foram definidas, ontem, pela segunda etapa do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia. O dia contou com 24 partidas pela fase de grupos, com 16 duplas seguindo no torneio em busca de medalhas. A arena está montada no estacionamento do ginásio Aecim Tocantins e os jogos têm entrada franca para a torcida cuiabana, além de transmissão ao vivo pelo site voleidepraiatv.cbv.com.br e Facebook da Confederação Brasileira de Voleibol.

Entre os 16 times que seguiram para as oitavas de final, seis avançaram com duas vitórias seguidas e a liderança de seus respectivos grupos. São eles Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Andrezza/Neide (AM/AL), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Juliana/Josi (CE/SC), Tainá/Victoria (SE/MS) e Ângela/Carol Horta (DF/CE). As oitavas de final começam a partir das 9h (de Brasília) deste sábado. No mesmo dia também ocorrem quartas e semifinais.

Ana e Rebecca, que recentemente garantiram uma das vagas do Brasil aos Jogos de Tóquio, comentaram a classificação para a próxima fase do torneio. “Estamos felizes, jogando soltas e com um sorriso no rosto após a confirmação da vaga. Será nosso último torneio no ano, então queremos encerrar com chave de ouro. Na primeira partida, tivemos que conduzir em um ritmo mais confortável, por conta do calor. No segundo duelo do dia, a temperatura estava ótima, mas o vento foi um fator que mereceu atenção para nos adaptarmos. Vamos descansar, estudar o adversário da próxima fase e manter esse espírito de união em busca de um bom resultado aqui em Cuiabá”, disse Ana Patrícia.

Quem também comemorou a boa largada foi a dupla Tainá/Victoria, comandada pela técnica Cida Lisboa. Elas lembraram que a etapa cuiabana reúne diversas características do vôlei de praia, sujeito ao calor, vento, chuva e todas as variações climáticas. “O dia hoje começou bem quente e nós fomos nos adaptando aos poucos. Ontem mesmo quando fizemos um bate bola de reconhecimento já deu para perceber que seria difícil manter um ritmo de jogo duro o tempo todo. No jogo agora de noite o vento apareceu e tornou um pouco mais difícil, mas essa é a essência do nosso esporte. Nós começamos bem no primeiro set, mas elas reagiram, nossa concentração caiu, mas conseguimos segurar. Isso serviu de aprendizado e melhoramos no segundo set. Agora precisamos descansar, pois serão três jogos para as duplas que chegarem às semifinais e o clima está bastante quente”, destacou.

Entre os 24 times que começaram o dia, oito deram adeus na fase de grupos: Ana Paula/Caroline (SP), Cris/Pity (SP/BA), Fernanda/Alba (BA), Maria Clara/Victoria Paranagua (RJ/CE), Rita Vital/Danielle (RJ/MS), Lu/Alana (SP), Fabrine/Flávia Moura (BA/RJ) e Thais/Bárbara Ferreira (RJ).

O Circuito Brasileiro  conta com sete etapas, três realizadas no segundo semestre deste ano, e quatro que acontecem no primeiro semestre de 2020. A estreia do tour aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Após Cuiabá, o torneio segue para Ribeirão Preto (SP), em novembro. Já as etapas de 2020 passarão por João Pessoa (PB), Maceió (AL), Aracaju (SE) e Rio de Janeiro (RJ).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.

Só Notícias é o primeiro jornal virtual do interior de Mato Grosso, há 18 anos no ar com as melhores informações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui