São Paulo x Atlético-MG: Como ajuda de Mancini iniciou carreira de Diniz – UOL

O encontro entre São Paulo e Atlético-MG, às 16h (de Brasília) de hoje, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, opõe dois treinadores que se conhecem muito bem. Fernando Diniz e Vagner Mancini nutrem relação de amizade e têm a carreira entrelaçada: o comandante do Galo foi fundamental para dar início à carreira do colega como técnico de futebol.

Diniz encerrou a carreira de jogador em 2008 e logo no ano seguinte virou treinador. Ele fez uma espécie de estágio no Vitória, clube então treinado por Vagner Mancini. Depois, foi indicado pelo amigo ao Votoraty-SP.

“Ele foi meu atleta no Paulista [de Jundiaí], em 2006, e eu o mudei de posição: ele jogava do lado esquerdo, veio jogar como segundo homem do meio-campo e teve desempenho muito bom. Nasceu ali uma grande amizade, que perdura até hoje”, recorda Mancini, que classifica o técnico do São Paulo como “extremamente capaz e humilde”.

Diniz foi campeão duas vezes logo no primeiro ano como treinador. Depois, trocou o Votoraty justamente pelo Paulista de Jundiaí, clube em que havia jogado três anos antes. Daí em diante, rodou pelo interior paulista até chamar atenção no Audax por um raro modelo de troca de passes. Então, ganhou oportunidades no Athletico Paranaense e no Fluminense antes de chegar ao São Paulo.

Durante estes dez anos, Mancini também rodou pelo futebol. Comandou 11 times diferentes desde que indicou Diniz ao Votoraty antes de ser contratado como coordenador técnico do São Paulo. Ele trabalhou com André Jardine e Cuca e chegou a assumir o Tricolor interinamente, mas preferiu sair justamente quando teve a oportunidade de reencontrar o velho conhecido.

Desta forma, curiosamente, a carreira de Diniz também influenciou diretamente a vida profissional de Mancini. O atual técnico do Galo se sentiu “constrangido e desprestigiado” durante o processo de contratação do amigo pelo São Paulo, há um mês, e pediu demissão. Ele apontou problemas de comunicação e alegou que a diretoria mudou de ideia em relação à sua função no clube por sugestão de Daniel Alves e outros jogadores.

A saída de Mancini teve inclusive um áudio vazado, em um episódio controverso, mas não parece ter abalado a relação com Diniz.

“Trocamos mensagens, está tudo bem comigo e o Mancini. Somos muitos parceiros mesmo, e comigo não teve absolutamente nada”, esclareceu o técnico tricolor, dias após de assumir o cargo.

FICHA TÉCNICASÃO PAULO x ATLÉTICO-MG

Data: 27 de outubro de 2019, domingoHorário: 16 horas (de Brasília)Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo-SPCompetição: Campeonato Brasileiro, 28ª rodadaÁrbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (ambos do RJ)VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia

São Paulo: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Liziero, Tchê Tchê, Igor Gomes (Hernanes); Antony, Vitor Bueno e Alexandre Pato. Técnico: Fernando Diniz.

Atlético-MG: Cleiton; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Réver, Zé Welison, Nathan e Otero; Luan e Franco Di Santo. Técnico: Vagner Mancini.

Band: O que está faltando no São Paulo é um título, diz Arboleda

Jogo Aberto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui