Bolsonaro diz que Brasil é um ?país árabe? e cita fuso horário como motivo para visitar Emirados Árabes primeiro – G1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em entrevista à TV oficial do Emirados Árabes Unidos publicada nesta segunda-feira (28) que o Brasil é um país árabe. Temos mais de 5 milhões de árabes morando no Brasil, ele disse à Emirates News Agency.

Bolsonaro chega ao Catar

Bolsonaro foi ao Japão e China e agora passa por países do Oriente Médio. No fim de semana, ele estava em Abu Dhabi, capital dos Emirados, e nesta segunda-feira (28) visita Doha, no Catar.

Ao ser perguntado, na entrevista, sobre por que os Emirados Árabes foram o primeiro país do Oriente Médio visitado pelo presidente nesta viagem, Bolsonaro disse que lá há um simbolismo mais especial, porque há quase mil profissionais trabalhando em jiu-jitsu.

Ele também disse à agência emiradense: Passou por aí, e levando-se em conta também, com todo o respeito, o fuso horário, para nós aproveitarmos o melhor possível a nossa viagem.

O presidente se encontrou com o xeique Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente e primeiro-ministro do país, e com o xeique Sheikh Mohamed bin Zayed Al Nahyan, príncipe dos EAU.

De acordo com a agência, o presidente conversou também com empresários, e tentou atraí-los para o leilão dos excedentes da cessão onerosa.

Pouco depois de assumir, em janeiro, o presidente Bolsonaro acenou com a possibilidade de transferir a embaixada brasileira em Israel da cidade de Tel Aviv para Jerusalém, o que desagrada os árabes.

Com receio de retaliações comerciais dos árabes, o governo, então, resolveu abrir um escritório de negócios em Jerusalém.

O presidente falou sobre o tema nesta segunda (28), em Doha. Ele disse que tem visto “diminuir a resistência” à transferência da embaixada brasileira para Jerusalém, e argumentou que “no Brasil são quase 40% de evangélicos que querem essa mudança” citou que a própria mulher, Michelle Bolsonaro, é dessa religião.

“Acho que é um passo o escritório comercial. Acho que mais cedo ou mais tarde naturalmente pode acontecer a transferência da embaixada”, afirmou Bolsonaro.

Na viagem, o Brasil assinou um acordo que isenta os brasileiros com passaporte válido da necessidade de ter um visto para entrar no Catar. É um acordo com mutualidade o Brasil deixará de exigir isso dos cidadãos do Catar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui