Rolling Stone aposta em portal de cultura country

Siga-nos

Site brasileiro recebeu investimento de R$ 1,2 milhão destinado a desenvolvimento e contratação de equipe

Entrevistas e reportagens relacionadas ao country-americano e ao sertanejo permeiam a mais nova plataforma online da Rolling Stone, a Rolling Stone Country. O portal, com redes sociais e endereço próprios, chega ao Brasil via investimento de R$ 1,2 milhão, destinado à atividades como desenvolvimento, contratação de equipe, mídia e relações públicas. A redação da Rolling Stone Country funciona de forma integrada à Rolling Stone, na Zona Sul de São Paulo, liderada pelo editor-chefe, Pedro Antunes.

 

Nos Estados Unidos, conta Luis Maluf, diretor-geral da Rolling Stone no Brasil, o conteúdo country é uma editoria do veículo, porém, conta com redes sociais independentes. “No País, acreditamos tanto no potencial do country-americano, muito ligado ao mercado e cultura agro, quanto no do sertanejo, que é o estilo musical favorito do brasileiro e está no dia a dia das pessoas, movimentando milhões de reais, todos os anos, com shows e outros eventos. Isso estimula o lançamento da Rolling Stone Country”, diz o executivo, que é presidente da Editora Caras.

A estratégia de comunicação para o lançamento da Rolling Stone Country, contempla identidade visual, elaborada por time interno, e campanhas publicitárias para meios como Caras, Contigo, Ana Maria, Aventuras na História, Exitoína e SportBuzz. Além disso, a plataforma fechou parceria com a Deezer, como serviço de streaming oficial da publicação. No futuro, diz Luis, o site depositará esforços em parcerias com outras marcas, para ativações e eventos. No primeiro mês, no Brasil, a Rolling Stone Country pretende atrair 200 mil usuários únicos à plataforma e, no primeiro ano, ter um alcance de 5 milhões de leitores únicos por mês.

relacionado

Rolling Stone Brasil suspende revista impressa

*Crédito da foto no topo: Negative Space/Pexels

Instituição realiza estudo sobre regulamentações vigentes na publicidade brasileira e propõe ampliar o diálogo na autorregulação

Ambev, Casas Bahia, Chevrolet, Hypera Pharma, Itaú e Vivo seguem com a emissora em 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui