Capcom recusou lutador do Street Fighter no Mortal Kombat – Meio Bit

novembro 8, 2019 0 Por jonatas

Já conhece a nova extensão do Meio Bit? Baixe Agora

Ao longo dos anos nós vimos diversas séries de jogos de luta se fundirem, dando origem a misturas muito legais como Marvel vs. Capcom ou Capcom vs. SNK e outras um tanto inusitadas, como Street Fighter x Tekken ou Mortal Kombat vs. DC Universe. Agora, aquela que todo fã sempre desejou, que era colocar os lutadores de Street Fighter contra os do Mortal Kombat, continua não passando de um sonho.

Há alguns anos Ed Boon até falou sobre o assunto, dizendo que esse não seria um crossover simples de ser realizado e de certa forma jogando um balde de água fria na nossa expectativa. Porém, o mundo dá voltas e ao conversar com o pessoal do site Eurogamer, o produtor da série Street Fighter, Yoshinori Ono, revelou que recentemente houve uma conversa para que um personagem da franquia da Capcom fizesse uma participação no jogo da NetherRealm Studios.

“É verdade que uma proposta para um ter um personagem do Street Fighter no Mortal Kombat foi rejeitada pela Capcom. Mas não fui eu pessoalmente! Havia muitas pessoas na companhia que sentiam que os nossos personagens não se encaixavam. Na verdade encontrei com o Ed na Brasil Game Show e conversei com ele pessoalmente sobre isso. Então é verdade — mas não fui eu quem tomou a decisão!

Nós não necessariamente descartamos nada. Tivemos a nossa parcela de crossovers ao longo dos anos — Marvel vs. Capcom, Tatsunoko vs. Capcom. Do lado do Ed Boon eles tiveram o Injustice, que teve diversos universos colidindo. Não funcionou dessa vez, mas a Capcom está interessada em fazer esse tipo de coisa…”

Se olharmos para os últimos capítulos da série Mortal Kombat, podemos ver que ela virou uma grande farofa, contando com figuras como o Exterminador do Futuro, Predador, praticamente todos os personagens mais marcantes de filmes de terror e aquele que considero o mais bizarro de todos, o Xenomorfo. Sério, olha essa movimentação!

Sendo assim, é mais do que natural a NetherRealm ter o interesse em aproveitar uma das franquias mais famosas do mundo dos games e assim poder vender uma ou outra cópia graças a participação de um Akuma ou M. Bison. Os fãs por sua vez teriam um gostinho de como seria o tão aguardado crossover, mas há um detalhe importante nessa história.

Uma coisa é você colocar o Jason ou o Leatherface para fazerem picadinho das suas vítimas com as finalizações mais grotescas, mas e como funcionaria com um personagem vindo de uma série onde a violência não é tão explicita? Será que cairia bem o Ryu arrancando uma cabeça após um Shoryuken ou o Sagat sendo desmembrado após perder a luta?

Pois aí caímos na parte em que Ono fala sobre os seus lutadores não se encaixarem naquele universo, o que consequentemente me faz acreditar que tais jogos só se encontrarão mesmo nas obras criadas pelos fãs.

Fonte: NintendoLife.