Trump apontou uma 45 na nossa cabeça, afirma presidente de associação de aço – Diário do Centro do Mundo

dezembro 7, 2019 0 Por jonatas

Presidente do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes Imagem: Marcos Issa ? Argos foto

Do UOL:

O twitter do presidente americano tumultuou ainda mais um ano que foi complicado desde o começo para setor siderúrgico brasileiro. Quando Donald Trump avisou, pela rede social, que iria elevar as tarifas sobre o aço fabricado no Brasil de imediato travou as negociações de novos contratos, criando um ambiente de incertezas para 2020, disse o presidente executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes, que representa uma indústria formada por 32 usinas e que emprega 108,4 mil pessoas e fatura R$ 99 bilhões por ano.

?Ficamos perplexos?, disse o executivo. ?O twitter provocou um pandemônio e as negociações ficaram paradas?, afirmou, sobre novos contratos que as empresas br.

O executivo conta que o setor vive uma situação inusitada, pois oficialmente o governo dos Estados Unidos não tomou nenhuma medida formal. Por outro lado, trata-se de uma decisão anunciada pelo principal líder do país. Perguntado se um twitter justifica toda preocupação, Marco Polo faz uma analogia forte.

?Com uma (arma calibre) 45 apontada para a cabeça, eu não quero saber se ele vai atirar ou não. Eu tenho que estar preparado para tudo?, disse.

(?)