Coronavírus contaminou 5% dos servidores da Presidência da República, informa Planalto

De acordo com nota da Secretaria-Geral, dos 3.402 servidores da Presidência da República, 178 contraíram Covid-19. Segundo a nota, 31 funcionários estão em tratamento. A Secretaria-Geral da Presidência da República informou nesta terça-feira (4) que até a última sexta-feira (31) foram registrados 178 casos de servidores do Palácio do Planalto que contraíram Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.
Segundo a pasta, a Presidência 3.402 servidores. Os 178 casos confirmados correspondem a 5,2% do total de servidores que trabalham no Planalto.
A Secretaria-Geral ainda informou que, atualmente, 31 servidores estão em tratamento porque tiveram testes positivos para o novo coronavírus.
De acordo com a nota, mais de 50% dos servidores estão em teletrabalho ou fazem escalas de revezamento.
Em maio, o blog da colunista Ana Flor informou que os ministérios da Economia e da Saúde, pressionados pelo Planalto, discutiam a volta ao trabalho presencial dos servidores públicos que adoraram o teletrabalho em razão da pandemia do novo coronavírus.
Ministro da Casa Civil, Braga Netto, diz que está com Covid-19
O presidente Jair Bolsonaro, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e pelo menos sete ministros do governo contraíram Covid-19. Na última quinta-feira (30), servidores do Palácio do Planalto se submeteram a testes para identificação do coronavírus.
Palácio do Planalto informa que Michele Bolsonaro está com Covid-19
Nota da secretaria
Leia a íntegra da nota divulgada pela Secretaria-Geral da Presidência
A Secretaria-Geral da Presidência da República informa que até 31/07/2020, do total de quase 3.400 servidores da Presidência da República, existiam 31 servidores em tratamento por casos positivos de Covid-19.
Desde o começo da pandemia até o dia 31/07/2020, a Presidência da República teve um total de 178 casos de Covid-19, com 147 servidores curados.
Com mais de 50% dos servidores em trabalho remoto (teletrabalho) ou em escala de revezamento, a Presidência da República busca continuamente manter o ambiente de trabalho o mais seguro possível e não hesitará em adotar procedimentos complementares, caso necessário.
ASSESSORIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL